Produtos Ecologicamente Conscientes

O nossos produtos Ecologicamente Conscientes contribuem para um planeta saudável

Uma imagem visual chave da página de Produtos Ecologicamente Conscientes

A Samsung Electronics dá a máxima prioridade ao ambiente, desde o planeamento do produto até ao descarte final do produto. O nosso processo de design ecológico, adoptado em 2004, analisa detalhadamente o potencial impacto ambiental de um produto. Estamos a fazer o melhor para tornar os nossos produtos tão ecologicamente conscientes quanto funcionais, desde a conservação de recursos e a produção de produtos novos e inovadores, para garantir a fácil reciclagem no final da vida útil. É por isso que os nossos produtos são reconhecidos em todo o mundo como ecologicamente conscientes.

KPI do desenvolvimento de produtos ecologicamente conscientes

A taxa de desenvolvimento de produtos ecologicamente conscientes é 97% em 2019
Em 2019, o número de modelos com certificação de selo ecológico global é de mais de 900.
Avaliações Ambientais nos Principais Produtos

A Samsung Electronics realiza avaliações ambientais dos seus produtos desde o estágio de desenvolvimento do produto, usando o seu sistema de avaliação. A fim de ganhar a confiança do público no sistema de avaliação, adoptámos os critérios de certificação do Rótulo Ecológico, a certificação dada aos produtos ecologicamente conscientes pelo Ministério do Ambiente da Coreia, a Certificação da Ferramenta de Avaliação Ambiental de Produto Electrónico (EPEAT) dos Estados Unidos e a Certificação da Associação de Fabricantes de Electrodomésticos (AHAM) dos Estados Unidos.

Impacto Ambiental de Produtos – Avaliação do Ciclo de Vida

Para avaliar o potencial impacto ambiental dos nossos produtos ao longo de todo o seu ciclo de vida, tal como a produção, uso e descarte, a Samsung Electronics realiza a Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) e reflecte os resultados no desenvolvimento do produto. Em 2019, a ACV foi realizada em monitores de 24 polegadas e os resultados ganharam credibilidade com a obtenção da certificação UL de Declaração Ambiental do Produto (EPD) nos Estados Unidos. A Samsung Electronics analisou o impacto do monitor no aquecimento global durante cada fase do seu ciclo de vida, como a pré-produção, produção, distribuição, uso e descarte em 12 áreas de impacto ambiental¹⁾.
Os resultados mostraram que 76% do impacto ocorreu durante a fase de “uso”. Isso ocorre porque a geração de energia consumida durante o “uso” do monitor, causa a emissão de um gás com efeito de estufa significativo. No futuro, reflectiremos o resultado na fase de desenvolvimento, para tentar minimizar o consumo de energia e a energia em modo de espera.

É uma imagem dos resultados da avaliação do impacto no aquecimento global de um monitor de 24 polegadas (S24E650PL) 21,7%: Pré-fabrico 0,3%: Fabrico 0,7%: Distribuição 75,6%: Uso 1,7%: Descarte
Resultados da avaliação do impacto no aquecimento global de um monitor de 24 polegadas (S24E650PL) 21,7%: Pré-fabrico 0,3%: Fabrico 0,7%: Distribuição 75,6%: Uso 1,7%: Descarte

As substâncias ambientalmente sensíveis em todos os produtos
são estritamente geridas para torná-los seguros para uso

"Sob o princípio de "não comprometer as questões ambientais", a Samsung Electronics gere de perto as substâncias ecologicamente sensíveis. Em conformidade com as regulamentações ambientais internacionais mais rigorosas, estabelecemos os "Padrões para o Controlo de Substâncias Utilizadas em Produtos" e realizamos inspecções preliminares completas e gestão de acompanhamento de todos os componentes e matérias-primas que são usados. Formulámos voluntariamente planos de redução para o uso de substâncias não restritas, mas também potencialmente sensíveis ao ambiente, como cloreto de polivinil (PVC), retardadores de chama bromados (BFRs), berílio e antimónio. Durante todo esse período, temos continuamente vindo a reduzir o uso de materiais ecologicamente sensíveis nos produtos.
A Samsung Electronics tem vindo a gerir proativamente substâncias ecologicamente sensíveis desde 2004, dois anos antes da Diretiva de Restrição de Substâncias Perigosas (RoHS) da UE. O ímpeto para estabelecer um sistema de gestão rigoroso internamente antes de a União Europeia publicar a sua Diretiva foi a filosofia de gestão da Samsung Electronics, enfatizando o ambiente. A partir de 2005, construímos um laboratório para análise de substâncias ecologicamente sensíveis e compostos orgânicos voláteis e montamos um sistema de auto-monitorização. Além disso, o nosso laboratório de análises ambientais recebeu em 2019, a certificação do Sistema de Acreditação de Laboratórios da Coreia (KOLAS), acrescentado fiabilidade às nossas análises de dados e capacidade experimental.

Uma foto da gestão de substância ecologicamente sensível
Uma foto da gestão de substância ecologicamente sensível
É uma imagem da classificação das Substâncias Relativas ao Fabrico de Produtos  Substâncias Restritas: as substâncias são geridas por regulamentação ou convenção e abandono progressivo do uso de forma voluntária devido aos efeitos potencialmente negativos para o meio ambiente ou a saúde  Substâncias com Potencial de Risco: substâncias que requerem observação contínua ou substâncias que deverão ser regulamentadas no futuro.
Classificação de Substâncias Relativas ao Fabrico de Produtos Substâncias Restritas: as substâncias são geridas por regulamentação ou convenção e eliminação voluntária devido aos efeitos potencialmente negativos para o meio ambiente ou a saúde Substâncias com Potencial de Risco: substâncias que requerem observação contínua ou substâncias que deverão ser regulamentadas no futuro.
Histórico de gestão de substâncias ecologicamente sensíveis da Samsung Electronics
Esta imagem mostra a história da gestão de substâncias perigosas pela Samsung Electronics.  2019: proibiu o uso de oito tipos adicionais de ftalatos (DINP, DIDP, DnOP, DnHP, DMEP, DIPP, nPIPP, DnPP)          - Proibiu o uso de esterilizadores/agentes anticorrosivos para produtos com condicionadores de ar e filtros purificadores de ar (PHMG, PGH, PHMB, CMIT, MIT) 2018: proibiu o uso de quatro tipos de ftalatos em todos os componentes (DEHP, BBP, DBP, DIBP) 2016: proibiu o uso de quatro tipos de ftalatos em novos componentes (DEHP, BBP, DBP, DIBP) 2015: proibiu o uso de hexabromociclododecano (HBCD) e nonilfenol 2013: lançou produtos sem ftalatos e antimónio (alguns componentes de laptops, TVs, monitores e produtos de home cinema) 2012: lançou produtos sem PVC (alguns componentes de laptops, TVs, monitores e produtos de cinema doméstico)          - Proibiu o uso de retardadores de chama clorados em telemóveis e leitores de MP3 2011: lançou telemóveis completamente sem compostos de berílio 2010: proibiu o uso de cloreto de cobalto          - Lançou telemóveis, câmaras e leitores de MP3 recém-desenvolvidos, completamente sem BFRs e PVC 2008: proibiu o uso de ácido perfluorooctanossulfónico (PFOS) e compostos de antimónio          - Lançou telemóveis completamente sem BFRs e PVC (alguns modelos) 2006: estabeleceu planos para reduzir o uso de BFRs e PVC 2005: proibiu o uso de PBB e PBDE em produtos e BFRs em materiais de embalagem          - Desenvolveu uma árvore técnica para reduzir o uso de BFRs (melhoria da cadeia de abastecimento) 2004: eliminou completamente cádmio (Cd), chumbo (Pb), mercúrio (Hg) e cromo hexavalente (Cr6+) 2003: introduziu normas para controlo de substâncias usadas em produtos
2019: proibiu o uso de oito tipos adicionais de ftalatos (DINP, DIDP, DnOP, DnHP, DMEP, DIPP, nPIPP, DnPP) - Proibiu o uso de esterilizadores/agentes anticorrosivos para produtos com ares condicionados e filtros purificadores de ar (PHMG, PGH, PHMB, CMIT, MIT) 2018: proibição do uso de quatro tipos de ftalatos em todos os componentes (DEHP, BBP, DBP, DIBP) 2016: proibiu o uso de quatro tipos de ftalatos em novos componentes (DEHP, BBP, DBP, DIBP) 2015: proibiu o uso de hexabromociclododecano (HBCD) e nonilfenol 2013: lançou produtos livres de ftalatos e antimónio (alguns componentes de laptops, TVs, monitores e produtos de home cinema) 2012: lançou produtos livres de PVC (alguns componentes de laptops, TVs, monitores e produtos de home cinema) - Proibiu o uso de retardadores de chama clorados em telemóveis e leitores de MP3 2011: lançou telemóveis completamente livres de compostos de berílio 2010: proibiu o uso de cloreto de cobalto - Lançou telemóveis, câmaras e leitores de MP3 recém-desenvolvidos, completamente livres de BFRs e PVC 2008: proibiu o uso de ácido perfluorooctanossulfónico (PFOS) e compostos de antimónio - Lançou telemóveis completamente livres de BFRs e PVC (alguns modelos) 2006: estabeleceu planos para reduzir o uso de BFRs e PVC 2005: proibiu o uso de PBB e PBDE em produtos e BFRs em materiais de embalagem - Desenvolveu uma árvore técnica para reduzir o uso de BFRs (melhoria da cadeia de abastecimento) 2004: removeu completamente cádmio (Cd), chumbo (Pb), mercúrio (Hg) e cromo hexavalente (Cr6+) 2003: introduziu normas para controlo de substâncias usadas em produtos
  • Normas para controlo de substâncias usadas em produtos 475.3 KB DOWNLOAD
  • Declaração REACH SVHC 185.2 KB DOWNLOAD

Estamos a implementar o sistema de certificação Eco-Partner para gerir de perto a cadeia de abastecimento

A Samsung Electronics efectua avaliações Eco-Partner a todos os fornecedores de produtos e peças, para examinar de perto não apenas os produtos, mas também as peças.
Concedemos a certificação avaliando a sua conformidade com os nossos Padrões de Controlo de Substâncias Utilizadas em Produtos e com o sistema de gestão de qualidade ambiental dos fornecedores. Os fornecedores enviam um relatório ambiental do produto contendo provas das suas informações sobre substâncias perigosas, juntamente com os dados da empresa de matérias-primas. A Samsung Electronics faz uma avaliação completa visitando os locais de fabrico dos fornecedores para verificar os documentos enviados. Para manter a certificação Eco-Partner, os fornecedores devem ser auditados a cada dois anos e aqueles que não passarem na auditoria são excluídos da cadeia de abastecimento. Desta forma, estamos a esforçar-nos por incorporar os nossos fornecedores nas nossas iniciativas de Gestão Verde. Em vez de uma avaliação única, fornecemos gestão e avaliação contínuos para garantir a gestão sustentável da cadeia de abastecimento.

Um foto do processo de certificação eco-partner

A Samsung Electronics continua a pesquisar formas de poupar energia

A Samsung Electronics esforça-se incessantemente por fabricar produtos altamente eficientes em termos energéticos que consomem menos energia para um melhor desempenho. Se um produto puder oferecer um desempenho ainda mais notável usando menos energia, os clientes podem poupar nos custos de energia. Menos energia é usada para gerar energia elétrica, resultando em menores emissões de gases de efeito estufa. Como resultado da aplicação de tecnologias inovadoras e eficientes no consumo de energia nos nossos produtos em 2019, conseguimos reduzir o consumo de energia dos nossos produtos em 42% em relação a 2008. Isto significa que conseguimos fazer um produto com melhor desempenho usando metade da energia. Mas o nosso trabalho não para por aí - continuamos a nossa pesquisa para desenvolver uma tecnologia inovadora que reduzirá ainda mais o uso de energia.

Uma foto de um produto com eficiência energética

Os esforços ecologicamente conscientes da Samsung Electronics são reconhecidos em todo o mundo

Os produtos da Samsung Electronics foram reconhecidos pela sua compatibilidade com o ambiente em muitos países, incluindo EUA, Europa, China e Brasil, onde receberam certificações ecológicas, como marcas ecológicas e rótulos de emissão de carbono. Isto foi possível graças aos nossos esforços para estudar e desenvolver produtos que colocam o ambiente em primeiro lugar, usando tecnologia avançada. Mas o nosso trabalho ainda não terminou, a Samsung Electronics continuará a procurar uma visão "PlanetFirst", priorizando a Terra e o ambiente. Faremos o nosso melhor para tornar a vida conveniente e ecologicamente sustentável.

Este é o selo ecológico global e a declaração de produto ecológico da Samsung Electronics. O selo ecológico global tem o selo ecológico da Coreia do Sul, China, Suécia, Norte da Europa, Rússia, Estados Unidos e Brasil. O selo da declaração de produto ecológico inclui a entidade Carbon Trust do Reino Unido, o Impacto Hídrico da Coreia e a certificação UL de Declaração Ambiental do Produto (EPD) nos Estados Unidos.
Este é o selo ecológico global e declaração de produto ecológico da Samsung Electronics. O selo ecológico global tem o selo ecológico da Coreia, China, Suécia, Norte da Europa, Rússia, Estados Unidos e Brasil. O selo da declaração de produto ecológico inclui a entidade Carbon Trust do Reino Unido, a Pegada Hídrica da Coreia e a certificação UL de Declaração Ambiental do Produto (EPD) nos Estados Unidos.
Conserve, use por mais tempo e reutilize
Uma imagem de fundo da Página de Eficiência de Recursos