Desde a Revolução Industrial, o crescimento econômico acompanhou a escavação e exploração imprudente dos recursos naturais. Especialistas alertaram sobre os problemas ambientais da escavação e futuro esgotamento dos recursos. A Samsung Electronics tem consciência desses alertas e implementa uma grande variedade de medidas como resposta.
No processo de desenvolvimento e fabricação de produtos, usamos recursos de forma eficiente por meio da inovação tecnológica e encontramos formas de reutilização de produtos fora de linha e do que é inevitavelmente desperdiçado. Continuaremos com nossa iniciativa de produzir produtos melhores com menos recursos e converter lixo eletrônico em recursos utilizáveis.

KPI de eficiência de recursos

Este infográfico mostra metas e progresso global de recuperação de produtos. Volume recuperado acumulado desde 2009. A meta para 2030 é de 7,5 milhões de toneladas globalmente.
  • Coleta cumulativa de lixo eletrônico global

  • Uso de plástico reciclado

  • Uso de embalagens de papel de origem sustentável

  • Taxa de reciclagem de resíduos em instalações da Samsung.

  • Intensidade de uso de água

Este infográfico mostra as metas de uso de plástico reciclado e volume recuperado acumulado desde 2009. A meta para 2030 é de 500.000 toneladas.
  • Coleta cumulativa de lixo eletrônico global

  • Uso de plástico reciclado

  • Uso de embalagens de papel de origem sustentável

Este infográfico mostra o aumento do uso de embalagens de papel de origem sustentável, e a meta para 2020 é de 100%. Embalagens de papel de origem sustentável referem-se a conteúdos de papel e papel reciclado com certificação do Sustainable Forest.
  • Taxa de reciclagem de resíduos em instalações da Samsung.

  • Intensidade de uso de água

Queremos uma economia circular em que os recursos sejam reutilizados continuamente

Para proteger um meio ambiente em crise e usar recursos de forma mais eficiente, a Samsung Electronics está engajada em iniciativas voltadas para uma economia circular. Indo além da prática comum de usar recursos apenas uma vez e descartá-los, a Samsung está trabalhando para garantir que os recursos possam ser reutilizados por meio da recuperação, reutilização e reciclagem após a vida útil dos produtos. Ao minimizarmos os tipos de materiais usados e otimizarmos o método de montagem, desenvolvemos métodos de produção que minimizam o uso de recursos. Ao coletarmos produtos que chegaram ao fim da vida útil, recuperamos materiais valiosos. Com essa economia circular, a Samsung está diminuindo a quantidade de recursos naturais necessários para a produção, diminuindo gases de efeito estufa e poluentes da incineração de resíduos, e evitando a contaminação do solo e da água do subsolo causada por aterros sanitários.

Acima de tudo, a melhor forma de conservar recursos é criar produtos duradouros e de qualidade. A Samsung fortalece a durabilidade de seus produtos antes do lançamento com uma série de testes de confiabilidade rígidos e de serviços de reparo convenientes por meio de seus locais globais de serviço, incluindo atualizações de software contínuas. Assim, ela está expandindo a vida útil de seus produtos para contribuir ainda mais para uma economia circular e conservação de recursos.

Estrutura de economia circular adotada pela Samsung Electronics

Damos vida nova a produtos fora de linha

Estabelecer um sistema de economia circular é um fator essencial e fundamental para minimizar o desperdício e usar os recursos eficientemente.
Portanto, a Samsung Electronics opera globalmente o Programa Re+, um programa de coleta de lixo eletrônico. Os produtos em fim de vida são recolhidos por meio dos nossos centros de serviços ou cooperativas de reciclagem e os resíduos eletrônicos recolhidos são reciclados utilizando um método ecológico e reutilizados como recursos úteis. Conseguimos coletar um total de 3,55 milhões de toneladas de resíduos entre 2009 e 2018.

  • Lista de instituições para retorno e reciclagem por país 89 KB DOWNLOAD
  • Lista de instituições para reciclagem de embalagens e baterias em países europeus 162 KB DOWNLOAD

Depois que um recurso é usado, ele é recuperado, reciclado e reutilizado.

A Samsung Electronics está se afastando da estrutura anterior de consumo de recursos, na qual os recursos eram descartados após um único uso, e está buscando atividades diversas que consideram a reciclagem em circuito fechado, recuperando, reciclando e reutilizando os recursos usados. Como parte de nosso esforço para estabelecer uma estrutura social de reciclagem de recursos, primeiro analisamos a composição de nossos principais produtos e reanalisamos de diferentes ângulos o impacto que cada substância tem na segurança da cadeia de suprimentos, no meio ambiente, na sociedade e na economia.

Um dos casos representativos dos esforços para reciclagem da Samsung é o Centro de Reciclagem em Asan, fundado e operado pela Samsung. A maior parte dos metais e plásticos que vêm do centro de reciclagem são reutilizados para fazer eletrônicos. Desde sua fundação em 1998, o Centro de Reciclagem em Asan recicla lixo eletrônico. Apenas em 2017, ele processou 357.000 unidades de refrigeradores, lavadoras, ares-condicionados, e dispositivos de TI, separando 25,365 toneladas dos principais metais (aço, cobre, alumínio etc.) e plástico para serem reciclados. O plástico do lixo eletrônico separado no Centro de Reciclagem em Asan, é fornecido a fabricantes de plástico, que o reformulam para reutilização. Usando uma tecnologia desenvolvida em conjunto, o Centro de Reciclagem em Asan definiu um sistema de reciclagem de circuito fechado que torna possível usar o plástico reciclado em produtos Samsung. A quantidade de 1.500 toneladas de plástico reciclado produzida nesse sistema de reciclagem de circuito fechado em 2017 foi usada em refrigeradores, ares-condicionados e lavadoras. E se considerarmos o plástico reciclado adquirido de outros meios, aproximadamente 35.000 toneladas foram usadas na fabricação de eletrodomésticos, televisões, monitores e carregadores de celulares. O cobre é separado dos principais componentes (cabos, compressores etc.), reciclados e usados para fazer outros eletrônicos. Outro exemplo é o cobalto, um dos principais recursos usados em baterias de celulares. Para reciclar o cobalto, é feita sua extração de baterias de íons de lítio e reutilização como matéria-prima para baterias. Além disso, estamos fazendo várias tentativas para alcançar a reciclagem em circuito fechado dos principais recursos de metal, como usar alumínio coletado de celulares descartados nas molduras de alguns modelos de televisão em 2017.

Um dos casos representativos dos esforços para reciclagem da Samsung é o Centro de Reciclagem em Asan, fundado e operado pela Samsung. A maior parte dos metais e plásticos que vêm do centro de reciclagem são reutilizados para fazer eletrônicos. Desde sua fundação em 1998, o Centro de Reciclagem em Asan recicla lixo eletrônico. Apenas em 2018, ele processou 369.000 unidades de refrigeradores, lavadoras, ares-condicionados, e dispositivos de TI, separando 25,207 toneladas dos principais metais (aço, cobre, alumínio etc.) e plástico para serem reciclados. O plástico do lixo eletrônico separado no Centro de Reciclagem em Asan é fornecido a fabricantes de plástico, que o reformulam para reutilização. Usando uma tecnologia desenvolvida em conjunto, o Centro de Reciclagem em Asan definiu um sistema de reciclagem de circuito fechado que torna possível usar o plástico reciclado em produtos Samsung. A quantidade de 2.743 toneladas de plástico reciclado produzida nesse sistema de reciclagem de circuito fechado em 2018 foi usada em refrigeradores, ares-condicionados e lavadoras. E se considerarmos o plástico reciclado adquirido de outros meios, aproximadamente 39.000 toneladas foram usadas na fabricação de eletrodomésticos, televisões, monitores e carregadores de celulares. O cobre é separado dos principais componentes (cabos, compressores etc.), é reciclado e usado para fazer outros eletrônicos. Outro exemplo é o cobalto, um dos principais recursos usados em baterias de celulares.

Convertemos desperdícios de fabricação em recursos

A quantidade de desperdício produzida no desenvolvimento de produtos durante o processo de fabricação é considerável. No caso de dispositivos eletrônicos complexos com diversos componentes, mesmo a embalagem de cada peça jogada fora conta. Ao final de um projeto, os vários produtos principais usados para refinar um produto são desperdiçados. Se todos forem incinerados ou enterrados, o ambiente será poluído e os recursos esgotarão. Ao processar os resíduos em uma empresa de reciclagem ecologicamente responsável, a Samsung aumenta a recuperação de materiais recicláveis, alcançando sua meta geral de reciclagem de 95% em 2016, quatro anos antes do planejado.

Substituímos materiais de embalagem plástica de uso único por materiais ecológicos.

Recentemente, a poluição por plásticos marinhos, microplásticos e outros problemas relacionados com plásticos tornaram-se um tópico muito debatido em todo o mundo. Alinhada a essa tendência, a Samsung Electronics estabeleceu uma política de embalagem ambientalmente consciente e está substituindo os materiais plásticos de uso único usados em nossas embalagens de produtos por papel, bioplástico ou outros materiais ambientais. O bioplástico é um plástico ecológico com menor teor de combustível fóssil possibilitado pelo uso de amido, cana-de-açúcar e outros materiais biológicos. Além disso, planejamos usar apenas papel com certificação florestal sustentável nos pacotes e manuais de todos os nossos produtos até 2020.

Aplicações de embalagens com materiais ecológicos
Material de embalagem existente para smartphone - Plástico: carregador, fones de ouvido, ponteiras, cabo Material de embalagem do Galaxy S10 - Papel: fones de ouvido, ponteiras, cabo - Material sem embalagem: carregador

Extensão da vida útil do produto

Extensão da vida útil do produto por meio de serviço ao cliente e maior durabilidade.

A Samsung Electronics busca melhorar a durabilidade de seus produtos conduzindo vários testes de força, queda, e de vida útil na etapa de desenvolvimento dos produtos, para que os clientes possam aproveitar um desempenho consistente por mais tempo. Indo além de atender aos padrões internacionais, também realizamos testes de limitações, como testes de queda livre com ângulos e materiais de piso diferentes, e testes à prova d'água sob várias condições.
A Samsung busca minimizar a substituição e o reparo de peças por falha no produto. Além disso, nos concentramos em estender a vida útil dos produtos fornecendo diagnósticos rápidos de produtos e reparos feitos por especialistas. Para isso, estamos oferecendo opções convenientes de serviços de reparos e expandindo continuamente a rede autorizada de Centros de Reparo da Samsung para fornecermos diagnósticos e serviços de reparo mais rápidos e precisos.

Imagem do teste de durabilidade do celular
“Galaxy Upcycling”
– Cumprindo a responsabilidade social com celulares descartados

Desde 2016, a Samsung Electronics segue continuamente o projeto Galaxy Upcycling, que transforma antigos smartphones Galaxy que não são mais usados em dispositivos IoT novos. Graças a esses dispositivos de IoT, alimentadores de animais domésticos e campainhas, para citar alguns, conseguimos melhorar a qualidade de vida de nossos consumidores e, ao mesmo tempo, proteger o meio ambiente.
Em 2018, realizamos um projeto de desenvolvimento de oftalmoscópios de baixo custo usando a tecnologia Galaxy Upcycling como nossa tecnologia apropriada. Em cooperação com o Project BOM da Yonsei University Health System, que a Samsung Electronics apoia através do Tomorrow Solution Program, desenvolvemos oftalmoscópios que podem ser usados em países em desenvolvimento, onde as pessoas não recebem tratamento médico devido à dificuldade de distribuir dispositivos de diagnóstico caros. Como resultado, espera-se que muitos residentes de países em desenvolvimento escapem do risco de cegueira. Além disso, planejamos ampliar o uso de tecnologia para dispositivos de diagnóstico cervical, entre outros, para contribuir ainda mais para a promoção da saúde nos países em desenvolvimento.
O “Galaxy Upcycling Program” pretende propor vários conceitos que vão além do setor de saúde para reduzir o desperdício de recursos em cooperação com instituições que se esforçam para alcançar o desenvolvimento sustentável em um ambiente com recursos limitados.

Imagem do cumprimento da responsabilidade social com celulares descartados

Conservar, reutilizar e reciclar recursos de água valiosos

Em resposta à crescente crise de recursos hídricos global, e como parte das nossas iniciativas de proteção ambiental, a Samsung Electronics instituiu a estratégia 3R (Reduzir, Reutilizar, Reciclar) para recursos hídricos. Evitamos o desperdício desses recursos substituindo válvulas antigas para interromper vazamentos e desenvolvendo unidades de controle sofisticadas para que apenas a quantidade necessária seja usada. Além disso, reformamos nossos processos para que a água possa ser reutilizada e o consumo diminuído. Anteriormente, a água usada em um processo não podia ser reutilizada em outro, uma vez que cada processo exigia água com padrões diferentes. Porém, ao padronizarmos a água, podemos reutilizá-la em vários processos. Graças a essas iniciativas, pudemos reutilizar 60.609 toneladas de água em 2018, 8% a mais do que no ano anterior, e a água reutilizada corresponde a 45,1% do total de água usada. Ainda buscamos várias formas de reduzir nosso consumo intenso de água (toneladas/KWR 100 milhões) para 50 até 2020.

Nossos locais de trabalho ecologicamente conscientes existem em harmonia com a natureza
Uma imagem de fundo da página de locais de trabalho ecologicamente conscientes