Desde a Revolução Industrial, o crescimento econômico acompanhou a escavação e exploração imprudente dos recursos naturais. Especialistas alertaram sobre os problemas ambientais da escavação e futuro esgotamento dos recursos. A Samsung Electronics tem consciência desses alertas e implementa uma grande variedade de medidas como resposta.
No processo de desenvolvimento e fabricação de produtos, usamos recursos de forma eficiente por meio da inovação tecnológica e encontramos formas de reutilização de produtos fora de linha e do que é inevitavelmente desperdiçado. Continuaremos com nossa iniciativa de produzir produtos melhores com menos recursos e converter lixo eletrônico em recursos utilizáveis.

KPI de eficiência de recursos

Este infográfico mostra metas e progresso global de recuperação de produtos. Volume recuperado acumulado desde 2009. A meta para 2030 é de 7,5 milhões de toneladas globalmente.
  • Coleta cumulativa de lixo eletrônico global

  • Uso de plástico reciclado

  • Uso de embalagens de papel de origem sustentável

  • Taxa de reciclagem de resíduos em instalações da Samsung.

  • Intensidade de uso de água

Este infográfico mostra as metas de uso de plástico reciclado e volume recuperado acumulado desde 2009. A meta para 2030 é de 500.000 toneladas.
  • Coleta cumulativa de lixo eletrônico global

  • Uso de plástico reciclado

  • Uso de embalagens de papel de origem sustentável

Este infográfico mostra o aumento do uso de embalagens de papel de origem sustentável, e a meta para 2020 é de 100%. Embalagens de papel de origem sustentável referem-se a conteúdos de papel e papel reciclado com certificação do Sustainable Forest.
  • Taxa de reciclagem de resíduos em instalações da Samsung.

  • Intensidade de uso de água

Queremos uma economia circular em que os recursos sejam reutilizados continuamente

Para proteger um meio ambiente em crise e usar recursos de forma mais eficiente, a Samsung Electronics está engajada em iniciativas voltadas para uma economia circular. Indo além da prática comum de usar recursos apenas uma vez e descartá-los, a Samsung está trabalhando para garantir que os recursos possam ser reutilizados por meio da recuperação, reutilização e reciclagem após a vida útil dos produtos. Ao minimizarmos os tipos de materiais usados e otimizarmos o método de montagem, desenvolvemos métodos de produção que minimizam o uso de recursos. Ao coletarmos produtos que chegaram ao fim da vida útil, recuperamos materiais valiosos. Com essa economia circular, a Samsung está diminuindo a quantidade de recursos naturais necessários para a produção, diminuindo gases de efeito estufa e poluentes da incineração de resíduos, e evitando a contaminação do solo e da água do subsolo causada por aterros sanitários.

Acima de tudo, a melhor forma de conservar recursos é criar produtos duradouros e de qualidade. A Samsung fortalece a durabilidade de seus produtos antes do lançamento com uma série de testes de confiabilidade rígidos e de serviços de reparo convenientes por meio de seus locais globais de serviço, incluindo atualizações de software contínuas. Assim, ela está expandindo a vida útil de seus produtos para contribuir ainda mais para uma economia circular e conservação de recursos.

Estrutura de economia circular adotada pela Samsung Electronics

 

Damos vida nova a produtos fora de linha

Reciclar é importante em um sistema de economia circular, e para reciclar é essencial coletar produtos usados. O uso circular de recursos só é possível se produtos fora de linha não forem descartados, mas usados para extrair recursos, classificados e reprocessados. A Samsung opera o programa Re+ globalmente para recuperar produtos fora de linha de forma responsável.
Como parte do programa Re+, instalamos caixas de coleta em vários locais frequentados por clientes. O lixo eletrônico pode ser descartado sem custos, e os produtos coletados são usados e reciclados para serem transformados em produtos que podem ser usados novamente. Instalamos caixas de coleta em Galaxy Studios no Chile, Austrália e Suécia em 2017, e recuperamos lixo eletrônico desses mercados. Além disso, passamos tempo significativo com visitantes apresentando o programa Re+ e enfatizando a importância da reciclagem. Para melhorar a eficácia das iniciativas de reciclagem, os parceiros de reciclagem da Samsung seguem os padrões mais altos, e ela acompanha de perto a recuperação dos produtos e desempenho de reciclagem em cada país em que ela opera. Como resultado, recuperamos com sucesso 3,12 milhões de toneladas de produtos entre 2009 e 2017.

Essa é uma imagem do programa Re+ da Samsung Electronics. O Re+ é o programa de eficiência de recursos mais representativo da Samsung Electronics.
Retorno global e atividades de reciclagem
Este mapa mostra atividades globais de coleta e reciclagem que acontecem nos seguintes países: Coreia, China, Japão, Taiwan, Vietnã, Índia, Austrália, Rússia, Turquia, África do Sul, Estados Unidos, Canadá, Costa Rica, Colômbia, Brasil, Peru e União Europeia
  • CanadaCanadá
  • ColumbiaColômbia
  • EuropeEuropa
  • VietnamVietnã
  • TaiwanTaiwan
  • USAEUA
  • PeruPeru
  • IndiaÍndia
  • KoreaCoreia
  • AustraliaAustrália
  • Costa RicaCosta Rica
  • BrazilBrasil
  • ChinaChina
  • JapanJapão
  • Republic of South AfricaRepública da
    África do Sul
* 2016
Coreia

· Rede de retorno (nos centros de logística de varejo)
· Centro de reciclagem Asiático em operação
· Serviço de coleta grátis

Japão

· Participação em consórcios de retorno e reciclagem

China

· Sistema de retorno e reciclagem

Taiwan

· Participação no sistema de reciclagem nacional

Vietnã

· Cestos de retorno voluntária em centros de serviço

EUA

· Programas de retorno em todos os 50 estados

Europa

· Retorno e sistema de reciclagem em 37 países

Índia

· Programa de retorno voluntária
· Serviço de coleta grátis

Australia

· Retorno e reciclagem para TVs, computadores e impressoras
· Programa de retorno voluntária para celulares

República da África do Sul

· Cestos de retorno voluntária em centros de serviço

Canadá

· Programas de retorno em todas as 10 províncias

Colômbia, Peru, Costa Rica, Brasil

· Programas de retorno voluntário

  • Lista de instituições para retorno e reciclagem por país 92 KB DOWNLOAD
  • Lista de instituições para reciclagem de embalagens e baterias em países europeus 166 KB DOWNLOAD

Depois que um recurso é usado, ele é recuperado, reciclado e reutilizado.

Para ir além do consumo e descarte linear dos recursos, a Samsung está realizando várias atividades para criar um sistema de reciclagem de circuito fechado, o que possibilita usar, recuperar, reciclar e reutilizar recursos. Para isso, analisamos a composição dos produtos que criamos e os riscos a partir de várias perspectivas, incluindo continuidade de fornecimento, impacto ambiental, econômico e social, para melhorar a taxa de reciclagem dos recursos.

Esta imagem mostra a composição normal dos celulares, feitos com 35,1% de plástico, 20,2% de alumínio, 10,6% de aço, 10% de cobre, 8,6% de cobalto e 15,5% de outros materiais.
Um dos casos representativos dos esforços para reciclagem da Samsung é o Centro de Reciclagem em Asan, fundado e operado pela Samsung. A maior parte dos metais e plásticos que vêm do centro de reciclagem são reutilizados para fazer eletrônicos. Desde sua fundação em 1998, o Centro de Reciclagem em Asan recicla lixo eletrônico. Apenas em 2017, ele processou 357.000 unidades de refrigeradores, lavadoras, ares-condicionados, e dispositivos de TI, separando 25,365 toneladas dos principais metais (aço, cobre, alumínio etc.) e plástico para serem reciclados. O plástico do lixo eletrônico separado no Centro de Reciclagem em Asan, é fornecido a fabricantes de plástico, que o reformulam para reutilização. Usando uma tecnologia desenvolvida em conjunto, o Centro de Reciclagem em Asan definiu um sistema de reciclagem de circuito fechado que torna possível usar o plástico reciclado em produtos Samsung. A quantidade de 1.500 toneladas de plástico reciclado produzida nesse sistema de reciclagem de circuito fechado em 2017 foi usada em refrigeradores, ares-condicionados e lavadoras. E se considerarmos o plástico reciclado adquirido de outros meios, aproximadamente 35.000 toneladas foram usadas na fabricação de eletrodomésticos, televisões, monitores e carregadores de celulares. O cobre é separado dos principais componentes (cabos, compressores etc.), reciclados e usados para fazer outros eletrônicos. Outro exemplo é o cobalto, um dos principais recursos usados em baterias de celulares. Para reciclar o cobalto, é feita sua extração de baterias de íons de lítio e reutilização como matéria-prima para baterias. Além disso, estamos fazendo várias tentativas para alcançar a reciclagem em circuito fechado dos principais recursos de metal, como usar alumínio coletado de celulares descartados nas molduras de alguns modelos de televisão em 2017.

Um dos casos representativos dos esforços para reciclagem da Samsung é o Centro de Reciclagem em Asan, fundado e operado pela Samsung. A maior parte dos metais e plásticos que vêm do centro de reciclagem são reutilizados para fazer eletrônicos. Desde sua fundação em 1998, o Centro de Reciclagem em Asan recicla lixo eletrônico. Apenas em 2017, ele processou 357.000 unidades de refrigeradores, lavadoras, ares-condicionados, e dispositivos de TI, separando 25,365 toneladas dos principais metais (aço, cobre, alumínio etc.) e plástico para serem reciclados. O plástico do lixo eletrônico separado no Centro de Reciclagem em Asan, é fornecido a fabricantes de plástico, que o reformulam para reutilização. Usando uma tecnologia desenvolvida em conjunto, o Centro de Reciclagem em Asan definiu um sistema de reciclagem de circuito fechado que torna possível usar o plástico reciclado em produtos Samsung. A quantidade de 1.500 toneladas de plástico reciclado produzida nesse sistema de reciclagem de circuito fechado em 2017 foi usada em refrigeradores, ares-condicionados e lavadoras. E se considerarmos o plástico reciclado adquirido de outros meios, aproximadamente 35.000 toneladas foram usadas na fabricação de eletrodomésticos, televisões, monitores e carregadores de celulares. O cobre é separado dos principais componentes (cabos, compressores etc.), reciclados e usados para fazer outros eletrônicos. Outro exemplo é o cobalto, um dos principais recursos usados em baterias de celulares. Para reciclar o cobalto, é feita sua extração de baterias de íons de lítio e reutilização como matéria-prima para baterias. Além disso, estamos fazendo várias tentativas para alcançar a reciclagem em circuito fechado dos principais recursos de metal, como usar alumínio coletado de celulares descartados nas molduras de alguns modelos de televisão em 2017.

Esta imagem mostra o processo de reciclagem em circuito fechado dos resíduos plásticos no Centro de Reciclagem em Asan.plásticos no Centro de Reciclagem em Asan.

Convertemos desperdícios de fabricação em recursos

A quantidade de desperdício produzida no desenvolvimento de produtos durante o processo de fabricação é considerável. No caso de dispositivos eletrônicos complexos com diversos componentes, mesmo a embalagem de cada peça jogada fora conta. Ao final de um projeto, os vários produtos principais usados para refinar um produto são desperdiçados. Se todos forem incinerados ou enterrados, o ambiente será poluído e os recursos esgotarão. Ao processar os resíduos em uma empresa de reciclagem ecologicamente responsável, a Samsung aumenta a recuperação de materiais recicláveis, alcançando sua meta geral de reciclagem de 95% em 2016, quatro anos antes do planejado.

Esta imagem mostra o processo de reciclagem em circuito fechado dos resíduos plásticos no Centro de Reciclagem em Asan.

Buscamos desenvolver materiais ecologicamente corretos
para que possamos reciclar mais recursos

Materiais ecologicamente corretos são fabricados ao reciclar recursos que foram utilizados anteriormente ou ao processar materiais que podem ser substituídos por recursos naturais. Dessa forma, a carga para o meio ambiente é reduzida. A Samsung Electronics dedica-se a reduzir o uso de recursos naturais e em aumentar a quantidade de resíduos reciclados ao pesquisar e desenvolver diversas maneiras para usar materiais reciclados ou de plantas.
Por exemplo, usamos materiais de embalagens feitos de papel reciclado, enchimentos de pedras naturais e cana de açúcar, resultando assim em zero impacto ambiental no momento do descarte. Para produtos que precisam de muitas embalagens devido ao seu tamanho, como geladeiras, aplicamos um material que pode ser utilizado mais de 40 vezes e que reduziu significativamente o consumo de recursos. Além disso, em 2016, usamos plástico reciclado de resíduos eletrônicos em 5% do total de plástico necessário para fabricar novos produtos.

Aplicações de materiais ecológicos
Plástico PCR

Plástico PCR
*reciclado pós-consumo (Post Consumer Recycled, PCR)

Aplicado a todos os carregadores de dispositivos inteligentes desde o Galaxy Note 4 (20%)

Filme bioplástico com extratos de cana-de-açúcar

Filme bioplástico com extratos de cana-de-açúcar

· Redução da emissão de GHG em 25% comparado com filmes plásticos anteriores à base de petróleo
· Usado como material na embalagem de acessórios de televisões

Foto plastik yang mengandung tepung batu

Plásticos que contém pó de pedras

· Polipropileno (PP) parcialmente substituído por enchimentos de pedra natural, economizando 40% de recursos de petróleo
· Economizadas cerca de 500 toneladas de recursos a base de petróleo por ano
· Queda de 15% esperada nas emissões de CO2

Uma foto de embalagens de geladeira reutilizáveis

Embalagens de geladeiras reutilizáveis

· Material de embalagens ecologicamente corretas feito com polipropileno expandido que pode ser usado mais de 40 vezes
· Eliminação de fita e isopor, resultando em uma queda de 99,7% no total de compostos orgânicos voláteis (TVOC), um efeito equivalente ao plantio de 63 000 árvores

Extensão da vida útil do produto

Extensão da vida útil do produto por meio de serviço ao cliente e maior durabilidade.

A Samsung Electronics busca melhorar a durabilidade de seus produtos conduzindo vários testes de força, queda, e de vida útil na etapa de desenvolvimento dos produtos, para que os clientes possam aproveitar um desempenho consistente por mais tempo. Indo além de atender aos padrões internacionais, também realizamos testes de limitações, como testes de queda livre com ângulos e materiais de piso diferentes, e testes à prova d'água sob várias condições.
A Samsung busca minimizar a substituição e o reparo de peças por falha no produto. Além disso, nos concentramos em estender a vida útil dos produtos fornecendo diagnósticos rápidos de produtos e reparos feitos por especialistas. Para isso, estamos oferecendo opções convenientes de serviços de reparos e expandindo continuamente a rede autorizada de Centros de Reparo da Samsung para fornecermos diagnósticos e serviços de reparo mais rápidos e precisos.

Imagem do teste de durabilidade do celular
“Galaxy Upcycling”
- Transformando celulares antigos em novos dispositivos da IoT

O projeto Galaxy Upcycling começou com a ideia de um funcionário de transformar celulares Galaxy antigos em dispositivos da IoT com novos recursos. Em 2017, vários conceitos de IoT foram propostos, como CFTVs inteligentes, alimentador para animais de estimação e campainhas, e mais de 50 protótipos foram desenvolvidos. Transformar celulares em dispositivos da IoT não apenas estende a vida útil dos próprios smartphones, mas também diminui a necessidade de colher recursos para fabricar novos dispositivos da IoT, o que conserva os recursos naturais existentes. Esse conceito simples e inovador do Galaxy Upcycling tem o potencial de solucionar futuros problemas de desperdício, e por isso ele recebeu o prêmio "Sustainable Materials Management Cutting Edge Champion" da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos no início de 2018.

Imagem de um celular antigo usado como um novo dispositivo da IoT

Conservar, reutilizar e reciclar recursos de água valiosos

Em resposta à crescente crise de recursos hídricos global, e como parte das nossas iniciativas de proteção ambiental, a Samsung Electronics instituiu a estratégia 3R (Reduzir, Reutilizar, Reciclar) para recursos hídricos. Evitamos o desperdício desses recursos substituindo válvulas antigas para interromper vazamentos e desenvolvendo unidades de controle sofisticadas para que apenas a quantidade necessária seja usada. Além disso, reformamos nossos processos para que a água possa ser reutilizada e o consumo diminuído. Anteriormente, a água usada em um processo não podia ser reutilizada em outro, uma vez que cada processo exigia água com padrões diferentes. Porém, ao padronizarmos a água, podemos reutilizá-la em vários processos. Graças a essas iniciativas, pudemos reutilizar 56.154 toneladas de água em 2017, 16% a mais do que no ano anterior, e a água reutilizada corresponde a 46,6% do total de água usada.
Ainda buscamos várias formas de reduzir nosso consumo intenso de água (toneladas/KWR 100 milhões) de 60 para 50 até 2020.

Esse infográfico mostra as políticas de recursos hídricos. O lado superior é a filosofia básica, e o lado inferior são as diretrizes de ação. A filosofia básica é que a Samsung Electronics reconhece que recursos hídricos são importantes para manter uma sociedade e empresa sustentáveis, e isso contribui para cumprir com a nossa responsabilidade social como uma empresa global para proteger tais recursos. As diretrizes de ações são 1) Buscar minimizar riscos de recursos hídricos na gestão de negócios, 2) reconhecer a importância de recursos hídricos como parte de nossa cultura corporativa, 3) cooperar ativamente em respeitar as políticas públicas de recursos hídricos e 4) divulgar nossas atividades e políticas de recursos hídricos.
Nossos locais de trabalho existem em harmonia com a natureza
Uma imagem de fundo da página Locais de trabalho ecologicamente conscientes