Entretenimento

Procurando por mistérios mágicos na arte – parte I

A arte que conta uma história: o que há por trás de pinturas e artistas famosos.

A The Frame na parede exibe uma das pinturas de Johannes Vermeer, “Woman with a Pearl Necklace”, que faz da sala uma galeria, e uma mulher está olhando para a obra de arte.

Entrar no mundo da arte não precisa ser intimidador. Não é sobre ser chique, mas sobre encontrar uma conexão pessoal com algo maior que nós. Cada obra é uma história congelada no tempo, refletindo o momento em que foi criada. Estas histórias de arte têm o poder de divertir, curar, ensinar e inspirar. Encontrar significado na arte traz beleza e magia ao nosso dia a dia.

A The Frame está exibindo “Os girassóis” de Van Gogh como uma das pinturas famosas de Van Gogh.

Os girassóis (1889), Vincent van Gogh

Descubra a história por trás da tela

Compreender a história por trás de uma obra de arte e o artista que a criou leva a uma apreciação mais profunda da peça e de sua história. Afinal, uma verdadeira obra-prima reflete fielmente a alma, a vida e a visão de seu criador. Às vezes, o que você encontra pode até surpreendê-lo. Você sabia que muitos dos artistas amados e famosos de hoje não foram amplamente reconhecidos em vida? Ou que alguns dos pintores mais respeitados e influentes de hoje enfrentaram grandes críticas de seus contemporâneos? Aqui, compartilhamos cinco histórias de artistas e suas contribuições para o mundo da arte.

A Samsung The Frame está exibindo “O Pintor de Girassóis”, de Paul Gauguin, que é uma das pinturas famosas que contam a história da amizade entre Paul Gauguin e Van Gogh.

Os girassóis de Van Gogh e Gauguin

Vincent Van Gogh, um dos pintores pós-impressionistas mais conhecidos do mundo, não foi reconhecido por seu talento até depois da morte. Atormentado por uma doença mental crônica ao longo de sua vida, ele viveu como um artista desconhecido que buscava consolo em sua arte. Os girassóis eram o tema favorito de Van Gogh, e ele os pintou frequentemente. De fato, em 1888, Van Gogh produziu várias pinturas de girassóis para decorar um quarto onde seu amigo e colega artista Paul Gauguin estava indo para ficar.

Enquanto moraram juntos, Gauguin pintou “O Pintor de Girassóis” e diz-se que Van Gogh não gostou muito da peça. Em sua vida, Gauguin foi frequentemente criticado por experimentar composições não convencionais e cores fortes e contrastantes em suas pinturas. No final, as diferentes ideologias dos dois artistas levaram à sua queda.

Hoje, as técnicas ousadas pelas quais Gauguin foi criticado em sua época agora são o que o tornam um mestre do movimento pós-impressionista. E apesar de sua vida difícil e morte trágica, as obras de arte de Van Gogh trazem esperança e conforto a inúmeras outras pessoas em todo o mundo.

"Arte é consolar aqueles que estão destruídos pela vida."

- Vincent van Gogh

The Frame no Studio Stand exibindo “Woman with a Pearl Necklace” do artista holandês Johannes Vermeer, também conhecido como pintor de luz.

Gênio da luz e das sombras

Johannes Vermeer e suas pinturas quase desapareceram na obscuridade. Um artista do período Barroco holandês, Vermeer produziu um pequeno conjunto de obras de arte ao longo de sua vida, enquanto trabalhava lenta e meticulosamente. Embora conhecido atualmente por seu domínio na representação da luz e seus reflexos em suas representações íntimas da vida cotidiana holandesa, muitas de suas obras-primas foram incorretamente atribuídas a outros artistas ao longo dos anos. Atualmente, Vermeer é reconhecido como um artista mestre da idade de ouro holandesa.

A TV The Frame com o Modo Arte exibindo uma das pinturas famosas de Edouard Manet, “In the Conservatory”, que tem a história de um pintor sobre o pintor impressionista Edouard.

Pioneer of Impressionism

Considered controversial for breaking with the Realist traditions of his day, Édouard Manet remained faithful to his unique and innovative vision throughout his life. He popularized the alla prima technique, which is to paint directly with the desired color, rather than layer different hues on the canvas. This painting technique was later widely adopted by Impressionists, many of whom were greatly influenced by Manet.

“The Annunciation” de El Greco é exibido na The Frame, trazendo o estilo de El Greco e o modernismo para a sala, mostrando uma das pinturas de El Greco.
Samsung The Frame exibindo a obra de arte Paris Street, Rainy Day (1877) de Gustave Caillebotte na Art Store.
Art Store
Organize sua coleção personalizada com peças da Art Store da The Frame.
SAIBA MAIS

Visionário da arte moderna

Doménikos Theotokópoulos, mais conhecido em todo o mundo como El Greco, conseguia se expressar pela pintura de uma maneira que o mundo nunca tinha visto antes. El Greco incorporou elementos abstratos como formas alongadas e cores não naturais em suas criações elaboradas, indo contra as tendências de seu tempo. Seu estilo dramático e único foi tão influente que seu trabalho é frequentemente chamado de “a origem da arte moderna”.

*Imagens simuladas apenas para fins ilustrativos. As especificações de design, aparência e interface gráfica de usuário (Graphic User Interface, GUI) que não afetam o desempenho do produto estão sujeitas a alterações sem aviso.

*A Art Store pode não estar disponível em alguns países.

*As peças de arte da Art Store estão sujeitas à variação sem aviso prévio.

*O modo arte (serviço Smart) e a interface gráfica de usuário (Graphic User Interface, GUI) podem variar conforme o modelo e a região.

*É necessário ter assinatura da Art Store.

*O Studio Stand é vendido separadamente.

Descubra mais pinturas que contam uma história

Leia estas histórias a seguir