Eficiência dos Recursos

Conservar, usar durante mais tempo e reutilizar

Imagem visual principal da página Eficiência dos Recursos

Desde a Revolução Industrial, o crescimento económico acompanhou a escavação e exploração imprudentes dos recursos naturais. Os especialistas já alertaram para os problemas ambientais decorrentes dessa escavação e do esgotamento de recursos futuros. A Samsung Electronics está ciente destes alertas e está a implementar um vasto leque de medidas de resposta.
No processo de desenvolvimento e fabrico de produtos, utilizamos recursos eficientemente através da inovação tecnológica e encontramos formas para utilizar novamente resíduos inevitáveis e produtos que chegam ao fim do seu ciclo de vida. Continuaremos a envidar esforços para fabricar melhores produtos com menos recursos e para transformar resíduos eletrónicos em recursos utilizáveis.


KPI de eficiência dos recursos

Esta infografia mostra o progresso e os objetivos globais ao nível da recuperação de produtos. O volume recuperado acumulado desde 2009. O objetivo para 2030 é atingir as 7,5 milhões de toneladas a nível mundial.

Retoma acumulada de resíduos eletrónicos a nível global

Esta infografia mostra os objetivos de utilização de plástico reciclado e o volume recuperado acumulado desde 2009. O objetivo para 2030 é atingir 500.000 toneladas.

Utilização de plástico reciclado

Esta infografia mostra o aumento na utilização de embalagens de papel de origem sustentável e o objetivo para 2020 é atingir 100% de utilização. As embalagens de papel de origem sustentável referem-se a papel com certificação de Floresta Sustentável e papel reciclado.

Utilização de embalagens de papel de origem sustentável

o gráfico mostra o progresso e os objetivos globais ao nível da recuperação de produtos. O volume recuperado acumulado desde 2009. O objetivo para 2030 é atingir as 7,5 milhões de toneladas a nível mundial.

Taxa de reciclagem de resíduos nos Locais da Samsung.

Esta infografia mostra os objetivos ao nível da intensidade de utilização de água reciclada, normalizados por unidade de KRW. O objetivo acumulado para 2020 é de 50 toneladas/100 milhões de KRW.

Intensidade de utilização da água

O nosso objetivo é ter uma economia circular, em que os recursos são continuamente reutilizados

Para proteger o ambiente em crise e utilizar os recursos de forma mais eficiente, a Samsung Electronics está a desenvolver esforços para centrar atenções numa economia circular. Indo além da prática convencional de utilizar os recursos uma vez e descartá-los, a Samsung está a trabalhar para assegurar que os recursos podem ser reutilizados mediante a recuperação, reutilização e reciclagem após o fim da vida útil do produto. Ao minimizar o tipo de materiais utilizados e ao otimizar o método de montagem, desenvolvemos métodos de produção que minimizam a utilização dos recursos. Ao recolher produtos que chegaram ao final da sua vida útil, recuperamos materiais valiosos. Através desta economia circular, a Samsung está a reduzir a quantidade de recursos naturais necessária para a produção, a reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e de poluentes provenientes da incineração dos resíduos, e a prevenir a contaminação do solo e das águas subterrâneas causada pelos aterros.

Acima de tudo, a melhor forma de conservar recursos é fabricar produtos de boa qualidade e duradouros. Ao reforçar a durabilidade dos nossos produtos antes do lançamento, através de uma série de testes de fiabilidade rigorosos e mediante a disponibilização de serviços de reparação convenientes através dos seus locais de atendimento espalhados pelo mundo, incluindo atualizações contínuas do software, a Samsung está a alargar a vida útil dos seus produtos, contribuindo assim adicionalmente para a economia circular e a conservação dos recursos.

Estrutura de economia circular adotada pela Samsung Electronics

 

Damos nova vida aos produtos em fim de vida

A reciclagem é importante num sistema económico circular, e para reciclar, é essencial efetuar a retoma de produtos usados. A utilização circular dos recursos apenas é possível se os produtos em fim de vida não forem eliminados, mas sim usados para extrair recursos, separados e reprocessados. A Samsung tem em funcionamento o programa Re+ a nível global, com vista à recuperação responsável dos produtos em fim de vida.
Como parte do programa Re+, instalámos pontos de recolha em vários locais frequentados pelos clientes. Os resíduos eletrónicos podem ser eliminados sem custos e os produtos recolhidos são reutilizados e reciclados num produto que pode ser novamente utilizado. Em 2017, criámos pontos de recolha nos Galaxy Studios localizados no Chile, na Austrália e na Suécia e recuperámos resíduos eletrónicos nesses mercados. Também dedicámos um tempo significativo a apresentar o programa Re+ aos visitantes e a explicar a importância da reciclagem. Para melhorar a eficácia dos seus esforços de reciclagem, a Samsung exige aos seus parceiros de reciclagem o cumprimento dos mais elevados padrões e monitoriza atentamente o desempenho ao nível da recuperação e reciclagem, em cada país onde desenvolve a sua atividade. Em resultado destes esforços, recuperámos com êxito 3,12 milhões de toneladas de produtos entre 2009 e 2017.

Esta é uma imagem do programa Re+ da Samsung Electronics. Re+ é o programa de eficiência dos recursos mais representativo da Samsung Electronics.

Após a utilização de um recurso, este é recuperado, reciclado e reutilizado.

Para ir além do consumo e eliminação linear dos recursos, a Samsung está a realizar diversas atividades para criar um sistema de reciclagem em circuito fechado, que possibilite utilizar, recuperar, reciclar e reutilizar recursos. Para esse efeito, analisamos a composição dos produtos que fabricamos e analisamos os riscos a partir de várias perspetivas, incluindo a continuidade do fornecimento, o impacto ambiental e o impacto económico e social, para melhorar a taxa de reciclagem dos recursos.

Esta imagem mostra a composição habitual dos telemóveis que são fabricados utilizando 35,1% de plástico, 20,2% de alumínio, 10,6% de aço, 10,0% de cobre, 8,6% de cobalto e 15,5% de outros materiais.

Um dos exemplos representativos dos esforços de reciclagem da Samsung é o Centro de Reciclagem de Asan, que foi criado e é explorado pela Samsung. Todos os principais metais e plásticos que saem do centro de reciclagem são reutilizados para fabricar aparelhos eletrónicos. Desde a sua criação, em 1998, o Centro de Reciclagem de Asan tem-se dedicado à reciclagem de resíduos eletrónicos. Só em 2017, processou 357.000 unidades de frigoríficos, máquinas de lavar roupa, aparelhos de ar condicionado e dispositivos informáticos, separando 25,365 toneladas de metais importantes (aço, cobre, alumínio, etc.) e plástico com vista à sua reciclagem. O plástico proveniente dos resíduos eletrónicos, separado no Centro de Reciclagem de Asan, é fornecido a fabricantes de plástico, que o reformula para permitir a sua reutilização. Utilizando uma tecnologia desenvolvida conjuntamente, o Centro de Reciclagem de Asan estabeleceu um sistema de reciclagem em circuito fechado, que possibilita utilizar o plástico renovado em produtos Samsung. As 1.500 toneladas de plástico renovado produzidas em 2017 através deste sistema de reciclagem em circuito fechado foram utilizadas em frigoríficos, aparelhos de ar condicionado e máquinas de lavar roupa Samsung. E quando consideramos o plástico renovado adquirido através de outros canais, foram utilizadas cerca de 35.000 toneladas no fabrico de eletrodomésticos, TV, monitores e carregadores de telemóveis. O cobre é separado dos principais componentes (cabos, compressores, etc.), reciclado e utilizado para fabricar outros aparelhos eletrónicos. Outro exemplo é o cobalto, que é um dos principais recursos utilizados nas baterias dos telemóveis. Para reciclar o cobalto, este é extraído das baterias de iões de lítio e reutilizado como matéria-prima para o fabrico de baterias. Além disso, estamos a fazer várias tentativas para alcançar a reciclagem em circuito fechado dos principais recursos de metais, como por exemplo, mediante a utilização de alumínio recuperado de telemóveis eliminados para fabricar as estruturas de determinados modelos de TV em 2017.

Esta imagem mostra o processo de reciclagem de plástico em circuito fechado no Centro de Reciclagem de Asan.
Retoma global e atividades de reciclagem
  • CanadaCanadá
  • ColumbiaColômbia
  • EuropeEuropa
  • VietnamVietname
  • TaiwanTaiwan
  • USAEUA
  • PeruPeru
  • IndiaÍndia
  • KoreaCoreia
  • AustraliaAustrália
  • Costa RicaCosta Rica
  • BrazilBrasil
  • ChinaChina
  • JapanJapão
  • República da África do SulRepública da África do Sul
* 2016
Coreia

· Rede de retoma (através de centros de logística)
· Centro de Reciclagem em funcionamento em Asan
· Serviço gratuito de recolha

Japão

· Participação em consórcios de retoma e reciclagem

China

· Sistema de retoma e reciclagem

Taiwan

· Participa no sistema de reciclagem nacional

Vietname

· Contentores de retoma voluntária em centros de assistência técnica

EUA

· Programas de retoma em todos os 50 estados

Europa

· Sistema de retoma e reciclagem em 37 países

Índia

· Programa voluntário de retoma
· Serviço gratuito de recolha

Austrália

· Retoma e reciclagem de TV, PC e impressoras
· Programa voluntário de retoma de telemóveis

República da África do Sul

· Contentores de retoma voluntária em centros de assistência técnica

Canadá

· Programas de retoma em todas as 10 províncias

Colômbia, Peru, Costa Rica, Brasil

· Programas voluntários de retoma

  • Lista de instituições para retoma e reciclagem por país 92 KB TRANSFERIR
  • Lista de instituições para reciclagem de embalagens e baterias em países europeus 166 KB TRANSFERIR

Transformamos resíduos decorrentes do fabrico em recursos

A quantidade de resíduos produzidos pelo desenvolvimento de produtos no âmbito do processo de fabrico é considerável. No caso dos dispositivos eletrónicos complexos, com vários componentes, até mesmo as embalagens para cada peça que são deitadas fora contribuem para o valor global. No final de um projeto, os muitos produtos experimentais utilizados para aperfeiçoar um produto são todos eliminados. Se todos estes produtos forem incinerados ou enterrados, o ambiente ficará poluído e serão desaproveitados recursos. Ao processar os resíduos através de uma empresa de reciclagem ambientalmente responsável, a Samsung está a aumentar a recuperação de materiais recicláveis e atingiu o seu objetivo global de 95% de reciclagem de resíduos em 2016, quatro anos antes do previsto.

Este infográfico demonstra o processo de tratamento de resíduos. A matéria-prima após utilização é enviada para o centro de reciclagem, os resíduos são entregues para tratamento, reciclagem, incineração e colocação em aterros.

Envidamos esforçamos para desenvolver materiais ecológicos, para que nos seja possível reciclar mais recursos

Os materiais ecológicos são fabricados através da reciclagem de recursos que foram utilizados anteriormente ou pelo processamento de materiais que podem ser substituídos por recursos naturais. Desta forma, a carga sobre o meio ambiente é reduzida. A Samsung Electronics dedica-se à redução da utilização de recursos naturais e ao aumento da quantidade de resíduos que são reciclados, através da pesquisa e desenvolvimento de várias maneiras de usar materiais reciclados ou à base de plantas.
Por exemplo, usamos materiais de embalagem a partir de papel reciclado, interior do cartão de pedras naturais e cana-de-açúcar, o que não terá qualquer impacto ambiental no momento da eliminação. Para produtos que necessitam de uma grande quantidade de embalagem devido ao seu tamanho, como os frigoríficos, aplicamos um material que pode ser usado mais de 40 vezes e que reduziu significativamente o consumo de recursos. Além disso, em 2016, usámos plástico reciclado recolhido do lixo eletrónico em 5% do plástico total necessário para fabricar novos produtos.

Aplicações de materiais ecológicos
Plástico PCR

Plástico PCR
* PCR: Reciclado Pós-Consumidor (do inglês, “Post Consumer Recycled”)

· Aplicado a todos os carregadores de dispositivos inteligentes desde o Galaxy Note 4 (20%)

Película bioplástica com extratos de cana de açúcar

Película bioplástica com extratos de cana de açúcar

· Redução de 25% nas emissões de GEE, em comparação com as películas plásticas à base de petróleo usadas anteriormente
· Utilizado como material de embalagem de acessórios de TV

Uma fotografia dos plásticos que contêm farinha de pedra

Plásticos que contêm farinha de pedra

· Polipropileno (PP) substituído parcialmente com enchimentos de pedras naturais, economizando 40% dos recursos à base de petróleo
· Pouparam-se cerca de 500 toneladas de recursos num ano com base em petróleo
· Espera-se que resulte numa queda de 15% das emissões de CO2

Uma fotografia da embalagem reutilizável dos frigoríficos

Embalagens reutilizáveis dos frigoríficos

· Material de embalagem ecológico, feito com polipropileno expandido que pode ser usado mais de 40 vezes
· Eliminação da fita adesiva e do isopor, resultando numa diminuição de 99,7% de compostos orgânicos voláteis totais (TVOC), um efeito equivalente ao plantio de 63 000 árvores

Alargamento da vida dos produtos

Alargamento da vida útil dos produtos através da prestação de serviços aos clientes e da melhoria da durabilidade.

A Samsung Electronics envida esforços para melhorar a durabilidade dos seus produtos, mediante a realização de vários testes na fase de desenvolvimento dos produtos, como por exemplo, relativos à resistência, queda e vida útil dos mesmos, para que os nossos clientes possam usufruir de um desempenho consistente durante mais tempo. Indo além do cumprimento das normas internacionais, também realizamos testes de limiares, como por exemplo, testes de queda livre em diferentes ângulos e materiais do piso, bem como testes de impermeabilidade em diversas condições.
A Samsung também envida esforços para minimizar a substituição de peças e as reparações devido a falhas dos produtos. Além disso, estamos a centrar os nossos esforços no alargamento da vida útil dos produtos, ao disponibilizar diagnósticos rápidos e reparações dos produtos por especialistas. Para este efeito, estamos a disponibilizar opções convenientes de levantamento de produtos e assistência nos nossos locais para fins de reparação, e estamos a alargar constantemente a rede de Centros de Assistência Técnica autorizados da Samsung, para prestar serviços de diagnóstico e reparação mais rápidos e precisos.

Imagem de testes de durabilidade de telemóvel
“Galaxy Upcycling”
- Transformação de telemóveis antigos em novos dispositivos IoT

O projeto Galaxy Upcycling teve início graças à ideia de um funcionário de utilizar telemóveis Galaxy antigos como dispositivos IoT com novas funcionalidades. Em 2017, foram propostos vários conceitos de IoT, tais como CCTV inteligentes, dispensadores de alimentos a animais de estimação e campainhas, tendo sido desenvolvidos mais de 50 protótipos. O “upcycling” de telemóveis, transformando-os em dispositivos IoT, não só alarga a vida útil do próprio smartphone, como também diminui a necessidade de explorar recursos para fabricar novos dispositivos IoT, o que, em última análise, preserva os recursos naturais existentes. Este conceito simples, mas inovador, de Galaxy Upcycling tem potencial para resolver problemas de resíduos no futuro, pelo que lhe foi atribuído o título de “Promotor de Vanguarda na Gestão de Materiais Sustentáveis” (“Sustainable Materials Management Cutting Edge Champion”) pela Agência de Proteção Ambiental dos EUA, no início de 2018.

Imagem de utilização de um telemóvel antigo como um novo dispositivo IoT

Preservar, reutilizar e reciclar recursos hídricos valiosos

Em resposta à crise global ao nível dos recursos hídricos, que assume contornos cada vez mais graves, e como parte dos nossos esforços de proteção do meio ambiente, a Samsung Electronics estabeleceu a Estratégia 3R (Reduzir, Reutilizar, Reciclar) para os recursos hídricos. Evitámos o desperdício de recursos hídricos mediante a substituição de válvulas antigas para evitar fugas e o desenvolvimento de unidades de controlo sofisticadas, para utilizar apenas a quantidade de água necessária. Além disso, reformulámos os nossos processos, para permitir a reutilização da água e a redução do seu consumo. Anteriormente, a água utilizada num processo não podia ser reutilizada noutro, uma vez que cada processo precisava de água com diferentes normas. No entanto, ao uniformizar a água, atualmente podemos reutilizá-la em vários processos. Graças a estes esforços, conseguimos reutilizar 56.154 toneladas de água em 2017, mais 16% do que no ano anterior, e a água reutilizada representou 46,6% da quantidade total de água utilizada.
Continuamos a procurar várias formas de reduzir o nosso consumo de água baseado em intensidade (ton/100 milhões de KRW) para 50 até 2020, face ao atual nível de 60.

Este infográfico mostra as políticas dos recursos hídricos. A parte superior é a filosofia básica e a parte inferior as diretrizes de ação. A filosofia básica é que a Samsung Electronics reconhece que os recursos hídricos são importantes para a manutenção de uma sociedade e empresas sustentáveis, e isso contribui para cumprir a nossa responsabilidade social como uma empresa global na proteção de tais recursos. As diretrizes de ação são 1) Envidar esforços para minimizar os riscos dos recursos hídricos na gestão empresarial, 2) reconhecer a importância dos recursos hídricos como parte da nossa cultura corporativa, 3) cooperar ativamente em conformidade com as políticas de recursos hídricos públicos e 4) divulgar as nossas políticas e atividades dos recursos hídricos.
Os nossos locais de trabalho ecoconscientes coexistem com a natureza
Uma imagem de fundo da página dos locais de trabalho ecoconscientes